Dodge prorroga Lava Jato por mais um ano

Prestes a terminar seu primero mandato como procuradora-geral da República, Raquel Dodge prorrogou a operação Lava Jato por mais um ano. Será a quinta prorrogação da força-tarefa desde que foi ela criada, em 2014, justamente no momento em que operação vive seu momento de maior fragilidade, com as denúncias sobre conluio entre juízo e Ministério Público.

247 - Prestes a terminar seu primero mandato como procuradora-geral da República, Raquel Dodge prorrogou a operação Lava Jato por mais um ano. Será a quinta prorrogação da força-tarefa desde que foi ela criada, em 2014, justamente no momento em que operação vive seu momento de maior fragilidade, com as denúncias sobre conluio entre juízo e Ministério Público. 

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo destaca que "havia especulações de que Dodge poderia encerrar as atividades do grupo, ante o vazamento de conversas que sugerem condutas irregulares e atuação política de procuradores. Diálogos dos investigadores e do ex-juiz Sergio Moro, atual ministro da Justiça, em aplicativos de mensagens vêm sendo publicados desde 9 de junho pelo site The Intercept Brasil e por outros veículos." 

A matéria ainda acrescenta que "Dodge está na reta final de seu mandato, que se encerra em setembro, e busca a recondução ao cargo por mais dois anos. A indicação para o posto cabe ao presidente Jair Bolsonaro. O escolhido tem de ser aprovado pelo Senado.  A PGR (Procuradoria-Geral da República) informou em nota que desde 2014, além das renovações, houve “ampliação progressiva do quadro de pessoal”, incluindo procuradores e servidores. 'Também foi crescente a destinação de recursos para diárias e passagens. Em 2019, por exemplo, já foram gastos R$ 808 mil com essa despesa'.”

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247