Doyle: Rollemberg acerta na decisão e erra na política

O colunista do Jornal de Brasília Hélio Doyle afirma que não há condições financeiras para o governo do Distrito Federal pagar a terceira parcela dos aumentos salariais concedidos na gestão passada aos servidores do executivo nem como dar aumento para os policiais civis; "Se desse os reajustes salariais, o governador Rodrigo Rollemberg estaria sendo irresponsável"; "O governador, porém, deveria ter recebido pessoalmente os dirigentes dos sindicatos para explicar detalhadamente a decisão, não delegar a tarefa a secretários", diz; "Passou arrogância e medo de encarar os sindicalistas"

O colunista do Jornal de Brasília Hélio Doyle afirma que não há condições financeiras para o governo do Distrito Federal pagar a terceira parcela dos aumentos salariais concedidos na gestão passada aos servidores do executivo nem como dar aumento para os policiais civis; "Se desse os reajustes salariais, o governador Rodrigo Rollemberg estaria sendo irresponsável"; "O governador, porém, deveria ter recebido pessoalmente os dirigentes dos sindicatos para explicar detalhadamente a decisão, não delegar a tarefa a secretários", diz; "Passou arrogância e medo de encarar os sindicalistas"
O colunista do Jornal de Brasília Hélio Doyle afirma que não há condições financeiras para o governo do Distrito Federal pagar a terceira parcela dos aumentos salariais concedidos na gestão passada aos servidores do executivo nem como dar aumento para os policiais civis; "Se desse os reajustes salariais, o governador Rodrigo Rollemberg estaria sendo irresponsável"; "O governador, porém, deveria ter recebido pessoalmente os dirigentes dos sindicatos para explicar detalhadamente a decisão, não delegar a tarefa a secretários", diz; "Passou arrogância e medo de encarar os sindicalistas" (Foto: Leonardo Lucena)

Brasília 247 - O colunista do Jornal de Brasília Hélio Doyle afirma, em texto publicado nesta segunda-feira (17), que "não há mesmo condições financeiras para pagar agora a terceira parcela dos aumentos salariais concedidos no governo passado aos servidores do governo de Brasília. Não há, também, como dar aumento para os policiais civis. Se desse os reajustes salariais, o governador Rodrigo Rollemberg estaria sendo irresponsável".

"O governador, porém, deveria ter recebido pessoalmente os dirigentes dos sindicatos para explicar detalhadamente a decisão, não delegar a tarefa a secretários. E isso deveria ter sido antes de dar entrevista anunciando à população o que se sabia há quase duas semanas. Passou arrogância e medo de encarar os sindicalistas. Faltou a atitude de pedir desculpas", avalia o jornalista.

Segundo ele, "Rollemberg deveria também ter pedido desculpas aos servidores por não ter podido honrar o compromisso que fez com eles, no ano passado, de pagar agora em outubro. E de não estar cumprindo, ainda que por motivos fortes, as leis que autorizaram os aumentos".

"Reconhecer o erro de ter prometido o que não pôde cumprir e pedir desculpas por isso e por não pagar teria sido uma atitude de grandeza".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247