Em áudio, integrante do “QG Rural” afirma que fazendeiro financia grupo

Homem que ameaçou Ibaneis estaria por trás de extremistas. PCDF apura prática de supostos crimes de milícia privada, ameaças e porte de arma

(Foto: Polícia Civil | Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Metrópoles - Investigado pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), o grupo autointitulado de “QG Rural” tem como financiador o fazendeiro goiano André Luiz Bastos Paula Costa, que foi intimado a prestar depoimento. A afirmação foi feita com exclusividade ao Metrópoles por um dos integrantes do grupo extremista.

André Luiz está na mira da PCDF ainda porque ameaçou o governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), após a remoção de acampamentos de extremistas da Esplanada dos Ministérios.

A declaração sobre ele ser a fonte de financiamento dos grupos foi gravada dias antes de a Coordenação Especial de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado (Cecor) cumprir mandado de busca e apreensão em um dos imóveis do empresário. A chácara localizada em Arniqueiras, próximo ao Riacho Fundo, servia como ponto de apoio para os ativistas.

Além do QG Rural, o local também abrigava manifestantes ligados ao “Patriotas” e “300 do Brasil”, ambos de extrema-direita. A PCDF apura a prática de supostos crimes de milícia privada, ameaças e porte de armas. A ação policial ocorreu na manhã desse domingo (21/06).

À reportagem, o integrante do QG Rural, que pediu para não ser identificado, afirmou que o apoio vem de André Costa.

Confira:

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247