Em crise, governo Temer faz “feirão” de ministérios

Tentando fugir da crise política, governo de Michel Temer infla ministério do PRB e promete criar mais uma pasta para agradar o PMDB; por pressão de aliados, Temer decidiu ontem, por decreto, transformar o Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic) em uma superpasta, que passa agora a contar com mais três secretarias e novas atribuições

Michel Temer
Michel Temer (Foto: Giuliana Miranda)

Brasília 247 -  Sob pressão não apenas da Lava Jato, mas também de seus próprios aliados, Michel Temer, pressionado pelo aliado PRB, decidiu ontem, por decreto, transformar o Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic) em uma superpasta, que passa agora a contar com mais três secretarias e novas atribuiçõe.

As informações são de reportagem do Valor.

"Com o novo formato, publicado na edição de ontem do Diário Oficial da União, o 'Super Mdic' recebeu as secretarias da Pesca e Aquicultura, vinculada antes ao Ministério da Agricultura, a de Micro e Pequenas Empresas, lotada anteriormente na Casa Civil, e a secretaria-executiva do Programa Bem Mais Simples, que estava na Secretaria de Governo da Presidência da República.

A iniciativa de Temer atende aos apelos de Marcos Pereira, ministro do Mdic e presidente licenciado da legenda, com vistas a garantir apoio da sigla para a aprovação no Congresso de reformas de interesse do governo, como a da Previdência Social e a trabalhista - a bancada federal do PRB é formada por 22 deputados e um senador.

O líder do PRB na Câmara, deputado Cléber Verde (MA), também disse ao Valor que a Secretaria Executiva da Câmara de Comércio Exterior (Camex) deve mesmo sair da alçada do Itamaraty, apesar de toda a polêmica gerada com o novo ministro Aloysio Nunes, que ameaçou não tomar posse na semana passada caso o governo avançasse com a ideia."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247