Empréstimos do BNDES a Bumlai serão investigados

Procuradores do Distrito Federal e da Operação Lava Jato apuram a liberação de R$ 101 milhões pelo banco de fomento para usinas do Grupo São Fernando, em 2012, do empresário José Carlos Bumlai, com participação direta e indireta do BTG Pactual, BVA e Bertin

Procuradores do Distrito Federal e da Operação Lava Jato apuram a liberação de R$ 101 milhões pelo banco de fomento para usinas do Grupo São Fernando, em 2012, do empresário José Carlos Bumlai, com participação direta e indireta do BTG Pactual, BVA e Bertin
Procuradores do Distrito Federal e da Operação Lava Jato apuram a liberação de R$ 101 milhões pelo banco de fomento para usinas do Grupo São Fernando, em 2012, do empresário José Carlos Bumlai, com participação direta e indireta do BTG Pactual, BVA e Bertin (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Procuradores do Distrito Federal e da Operação Lava Jato investigam um empréstimo de R$ 101 milhões do BNDES para usinas do Grupo São Fernando, em 2012, do empresário José Carlos Bumlai.

Houve participação direta e indireta do BTG Pactual, BVA e Bertin na negociação, segundo reportagem do blog de Fausto Macedo publicada nesta terça-feira 18. O Grupo São Fernando, de usinas de álcool, recebeu mais de R$ 500 milhões em três operações com o banco.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247