Erika após caso Palocci: Moro sabe que cometeu crimes

"Moro fez uso político, na boca de urna, de acusações sem provas de Palocci para, mais uma vez, influenciar o resultado eleitoral. Pq Moro quer destruir todas as provas colhidas pela PF? Pq ele sabe que cometeu crimes no âmbito da Lava Jato!", afirmou a deputada Erika Kokay (PT-DF)

(Foto: Michel Jesus - Câmara)

247 - A deputada federal Erika Kokay (PT-DF) bateu duro no ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, depois que novas revelações da Vaza Jato apontaram ainda mais a partidarização do ex-juiz na delação premiada do ex-ministro Antonio Palocci.

"Moro fez uso político, na boca de urna, de acusações sem provas de Palocci para, mais uma vez, influenciar o resultado eleitoral. Pq Moro quer destruir todas as provas colhidas pela PF? Pq ele sabe que cometeu crimes no âmbito da Lava Jato!", escreveu a parlamentar no Twitter.

Moro tinua dúvidas se a delação poderia comprovar algum crime de Lula. De acordo com reportagem dos jornalistas Ricardo Balthazar, da Folha, e Rafael Moro Martins, do The Intercept Brasil, em 25 de setembro, o procurador Paulo Roberto Galvão afirmou a seus colegas no Telegram: 

"Russo comentou que embora seja difícil provar ele é o único que quebrou a omerta petista". Russo era o apelido que eles usavam para designar Moro.

A procuradora Laura Tessler destacava que era difícil provar a delação de Palocci: "Não só é difícil provar, como é impossível extrair algo da delação dele", afirmou.   

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247