Ernesto Araújo diz que Bolsonaro não ligou para Trump e que Brasil tenta 'entender a medida' do aço

"Por enquanto, estamos num nível técnico no sentido de entender as medidas. Vamos conversar, entender a medida", respondeu o chanceler sobre o anúncio de Trump de que voltará a impor tarifas no aço e alumínio brasileiro e argentino. Segundo ele, o governo não está 'apurado com isso'

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo
O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo (Foto: José Cruz/Agência Brasil)

247 - O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, disse que o governo brasileiro não está "apurado" com o anúncio feito na manhã desta segunda-feira 2 pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de que voltará a taxar aço e alumínio do Brasil, e afirmou que estão ainda tentando "entender a medida".

"Por enquanto, não [Bolsonaro não ligou]", respondeu, ao ser questionado se Jair Bolsonaro havia telefonado para Trump, conforme prometeu que poderia fazer, após ter uma conversa com o ministro da Economia, Paulo Guedes. 

"Por enquanto, estamos num nível técnico no sentido de entender as medidas. Vamos conversar, entender a medida. Como eu digo com toda a tranquilidade, não estamos, de forma nenhuma, apurados com isso. [O momento é de] avaliar o impacto, avaliar exatamente o tipo de medida que os Estados Unidos estão pensando", acrescentou Araújo.

Em coluna publicada mais cedo, o jornalista Jamil Chade disse que a decisão de Trump deixa Ernesto Araújo 'numa enorme saia-justa'. 

Ao vivo na TV 247 Youtube 247