Exército fala grosso para esconder o medo que tem do povo, diz Luis Felipe Miguel

Manter Lula preso não é apenas privar injustamente da liberdade uma pessoa, o que já seria um absurdo. É o simbolo de que as regras do jogo continuarão viciadas, de que a lei não impera, de que o campo popular não terá nenhuma chance, aponta o professor da Universidade de Brasília

(Foto: Foto: reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Luis Felipe Miguel, em seu facebook – Os generais, na ativa ou de pijama, esbravejam, gritam ameaças, dão murros na mesa. Dizem que não vão permitir que Lula seja solto. Falam abertamente em intervenção militar, quando não em guerra civil.

Se houvesse qualquer intenção de pelo menos manter as aparências, a essa altura o Estado-Maior do Exército já teria soltado uma nota garantindo que não se mete nas decisões do Judiciário, muito menos do Supremo, e que não tem posição sobre o pedido de habeas corpus.

Não estou pedindo muito - nem mesmo uma admoestaçãozinha verbal para os gorilas, muito menos a prisão que eles merecem. Só uma notinha pública, genérica.

Mas nem isso. Eles querem mesmo passar recado, o mais explicitamente possível.

Querem que os democratas fiquem com medo. Não acho que devamos ficar.

O que eles nos prometem em troca de nos curvarmos à sua vontade não é aceitável. 

Manter Lula preso não é apenas privar injustamente da liberdade uma pessoa, o que já seria um absurdo. 

É o simbolo de que as regras do jogo continuarão viciadas, de que a lei não impera, de que o campo popular não terá nenhuma chance.

É bom lembrar também que o Exército fala grosso contra os fracos, mas é para esconder o medo que tem do povo brasileiro.

Só vamos reconstruir a democracia pondo pra correr esses generais covardes.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247