‘Filme sobre a Lava Jato não foi selecionado nem pra festival de manifestoches’

A deputada federal Erika Kokay (PT-DF) criticou o filme sobre da Operação Lava Jato, da Polícia Federal, que apura um esquema de corrupção na Petrobras; "Filme sobre a Lava Jato não foi selecionado nem pra festival de manifestoches. Já documentário “o processo” sobre golpe de 2016 é sucesso de público e de crítica no festival de Berlim! O mundo sabe que foi golpe!", escreveu a parlamentar em sua conta no Twitter

A deputada federal Erika Kokay (PT-DF) criticou o filme sobre da Operação Lava Jato, da Polícia Federal, que apura um esquema de corrupção na Petrobras; "Filme sobre a Lava Jato não foi selecionado nem pra festival de manifestoches. Já documentário “o processo” sobre golpe de 2016 é sucesso de público e de crítica no festival de Berlim! O mundo sabe que foi golpe!", escreveu a parlamentar em sua conta no Twitter
A deputada federal Erika Kokay (PT-DF) criticou o filme sobre da Operação Lava Jato, da Polícia Federal, que apura um esquema de corrupção na Petrobras; "Filme sobre a Lava Jato não foi selecionado nem pra festival de manifestoches. Já documentário “o processo” sobre golpe de 2016 é sucesso de público e de crítica no festival de Berlim! O mundo sabe que foi golpe!", escreveu a parlamentar em sua conta no Twitter (Foto: Leonardo Lucena)

Brasília 247 - A deputada federal Erika Kokay (PT-DF) criticou o filme sobre da Operação Lava Jato, da Polícia Federal, que apura um esquema de corrupção na Petrobras.

"Filme sobre a Lava Jato não foi selecionado nem pra festival de manifestoches. Já documentário “o processo” sobre golpe de 2016 é sucesso de público e de crítica no festival de Berlim! O mundo sabe que foi golpe!", escreveu a parlamentar em sua conta no Twitter.

O documentário brasileiro “O Processo”, de Maria Augusta Ramos, foi o principal destaque desta quarta-feira (21) do Festival de Berlim, um dos mais aclamados festivais de cinema do mundo. e acordo com o crítico de cinema e jornalista Filippo Pitanga, essa é uma das edições mais politizadas do festival e a produção brasileira deixou Berlim “de joelhos ao Brasil”. “Impressionante o efeito que ele [o documentário] causou. É uma verdadeira arma de reconstrução de massa”, avaliou o jornalista.

No caso do filme "Polícia Federal A Lei é Para Todos", vale ressaltar que a obra tem ajuda dojuiz federal Marcelo Bretas, responsável pelos processos da Lava Jato no Rio. Segundo a colunista Monica Bergamo, ele teve um encontro com o produtor do filme, Tomislav  Blazic, segundo o qual o roteiro já está sendo preparado.

"Conversei com Bretas sobre o [ex-governador Sérgio] Cabral e o [empresário] Jacob Barata", disse Blazic.

*Com informações da Revista Fórum

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247