Folha acusa Cunha de usar Câmara para produzir defesa

Reportagem diz que, por determinação de Eduardo Cunha (PMDB), a presidência da Câmara encaminhou à bancada do PMDB modelos de requerimentos para que os deputados autorizem a direção da Casa a elaborar relatórios de suas viagens, além do histórico de acessos ao sistema digital; intenção, segundo o próprio Cunha, é sustentar um de seus argumentos de defesa na Lava Jato de que deputados tinham como costume repassar suas senhas para uso de funcionários

Reportagem diz que, por determinação de Eduardo Cunha (PMDB), a presidência da Câmara encaminhou à bancada do PMDB modelos de requerimentos para que os deputados autorizem a direção da Casa a elaborar relatórios de suas viagens, além do histórico de acessos ao sistema digital; intenção, segundo o próprio Cunha, é sustentar um de seus argumentos de defesa na Lava Jato de que deputados tinham como costume repassar suas senhas para uso de funcionários
Reportagem diz que, por determinação de Eduardo Cunha (PMDB), a presidência da Câmara encaminhou à bancada do PMDB modelos de requerimentos para que os deputados autorizem a direção da Casa a elaborar relatórios de suas viagens, além do histórico de acessos ao sistema digital; intenção, segundo o próprio Cunha, é sustentar um de seus argumentos de defesa na Lava Jato de que deputados tinham como costume repassar suas senhas para uso de funcionários (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Segundo reportagem do jornal ‘Folha de S. Paulo’, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), tem usado a estrutura da Casa para produzir sua defesa na Lava Jato.

O texto diz que, por determinação de Cunha, a presidência da Câmara encaminhou à bancada do PMDB modelos de requerimentos para que os deputados autorizem a direção da Casa a elaborar relatórios de suas viagens, além do histórico de acessos ao sistema digital.

A intenção, segundo o próprio Cunha, é sustentar um de seus argumentos de defesa de que deputados tinham como costume repassar suas senhas para uso de funcionários.

Na Lava Jato, Cunha levantou a hipótese de que registros internos da Câmara foram fraudados para implicá-lo na investigação da Operação Lava Jato.

Arquivos de computador de dois requerimentos protocolados pela deputada federal Solange Almeida (PMDB-RJ) indicaram como ''autor'' Eduardo Cunha. Eles pediam que a Câmara solicitasse informações ao TCU (Tribunal de Contas da União) e ao Ministério de Minas e Energia sobre os contratos fechados entre as empresas Mitsui e Petrobras. De acordo com depoimento prestado por um dos delatores da Lava Jato, o doleiro Alberto Youssef, os requerimentos foram feitos a pedido do lobista Fernando Soares e visavam pressionar o empresário Julio Camargo a pagar propina no esquema da Petrobras (leia mais).

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247