Funaro diz que Yunes mentiu e ameaça Temer

Empresário Lúcio Funaro negou as declarações do melhor amigo e ex-assessor de Michel Temer, José Yunes, de que teria recebido um pacote de dinheiro de Funaro a mando do ministro Eliseu Padilha; "Qualquer afirmação do senhor José Yunes não merece nenhuma credibilidade. Primeiro, porque sua versão sobre o recebimento de um envelope com 4 milhões de reais mais se assemelha a um conto da carochinha. Quanto à afirmação de que participei do financiamento de campanha de 140 deputados, trata-se de mais um devaneio do mesmo", afirmou; apesar disso, Funaro confirmou que esteve com José Yunes

Empresário Lúcio Funaro negou as declarações do melhor amigo e ex-assessor de Michel Temer, José Yunes, de que teria recebido um pacote de dinheiro de Funaro a mando do ministro Eliseu Padilha; "Qualquer afirmação do senhor José Yunes não merece nenhuma credibilidade. Primeiro, porque sua versão sobre o recebimento de um envelope com 4 milhões de reais mais se assemelha a um conto da carochinha. Quanto à afirmação de que participei do financiamento de campanha de 140 deputados, trata-se de mais um devaneio do mesmo", afirmou; apesar disso, Funaro confirmou que esteve com José Yunes
Empresário Lúcio Funaro negou as declarações do melhor amigo e ex-assessor de Michel Temer, José Yunes, de que teria recebido um pacote de dinheiro de Funaro a mando do ministro Eliseu Padilha; "Qualquer afirmação do senhor José Yunes não merece nenhuma credibilidade. Primeiro, porque sua versão sobre o recebimento de um envelope com 4 milhões de reais mais se assemelha a um conto da carochinha. Quanto à afirmação de que participei do financiamento de campanha de 140 deputados, trata-se de mais um devaneio do mesmo", afirmou; apesar disso, Funaro confirmou que esteve com José Yunes (Foto: Aquiles Lins)

Brasília 247 - O empresário Lúcio Funaro, apontado como operador de Eduardo Cunha (PMDB) e que está preso em Brasília no âmbito da operação Lava Jato, deu entrevista à revista Veja e negou as declarações do melhor amigo e ex-assessor de Michel Temer, José Yunes, de que teria recebido um pacote de dinheiro de Funaro a mando do ministro Eliseu Padilha. 

"Qualquer afirmação do senhor José Yunes não merece nenhuma credibilidade. Primeiro, porque sua versão sobre o recebimento de um envelope com 4 milhões de reais mais se assemelha a um conto da carochinha. Quanto à afirmação de que participei do financiamento de campanha de 140 deputados, trata-se de mais um devaneio do mesmo", afirmou. 

Apesar disso, Funaro confirmou que esteve com José Yunes. 

Questionado se já esteve com Padilha, Funero disse que nunca se reuniu com o braço direito de Michel Temer, mas admitiu que já esteve com o próprio Temer. "Já estive com ele, já falei, mas não me lembro do contexto."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247