GDF descarta reabrir escolas militares a partir de segunda

Reabertura das unidades de ensino do DF começando pelas escolas de gestão compartilhada surgiu após reunião de Ibaneis com Jair Bolsonaro na segunda-feira (20)

(Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília | Valter Campanato/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Do Metrópoles - O governador Ibaneis Rocha (MDB) disse à coluna Grande Angular, nesta quarta-feira (22/04), que não pretende antecipar a reabertura das escolas cívico-militares a partir de segunda-feira (27/04).

Diante da pandemia do novo coronavírus, o governador decretou a suspensão das aulas da rede pública e particular até 31 de maio de 2020. Nesta quarta-feira, Ibaneis deu 10 dias para que a Secretaria de Educação do DF apresente um plano para retorno das atividades dos colégios, incluindo os cívico-militares, começando pelas turmas de ensino médio.

A possibilidade de permitir que a reabertura das unidades de ensino do DF começasse pelas escolas de gestão compartilhada surgiu após reunião de Ibaneis com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), na segunda-feira (20/04).

O DF tem 12 escolas com modelo de gestão compartilhada entre a Secretaria de Educação (SED) e a Polícia Militar. Há unidades exclusivamente militares, como o Colégio Militar Dom Pedro II, do Corpo de Bombeiros, e o Colégio Militar Tiradentes.

Continue lendo no Metrópoles.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247