GDF regulamentará o IDEAS Industrial

O governador do DF, Agnelo Queiroz, sancionará, nesta terça-feira (27), o Financiamento Industrial para o Desenvolvimento Econômico de Atividades Sustentáveis; poderão se beneficiar com recursos do programa empresas que desenvolvam atividades nos setores de indústria e logística

O governador do DF, Agnelo Queiroz, sancionará, nesta terça-feira (27), o Financiamento Industrial para o Desenvolvimento Econômico de Atividades Sustentáveis; poderão se beneficiar com recursos do programa empresas que desenvolvam atividades nos setores de indústria e logística
O governador do DF, Agnelo Queiroz, sancionará, nesta terça-feira (27), o Financiamento Industrial para o Desenvolvimento Econômico de Atividades Sustentáveis; poderão se beneficiar com recursos do programa empresas que desenvolvam atividades nos setores de indústria e logística (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Brasília 247 - O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, sanciona nesta terça-feira (27), às 11h, na Federação das Indústrias do Distrito Federal (Fibra), a regulamentação da Lei 5.017/13, que institui o Financiamento Industrial para o Desenvolvimento Econômico de Atividades Sustentáveis, o IDEAS Industrial. O objetivo é promover o desenvolvimento econômico de atividades sustentáveis do Distrito Federal, com a ampliação da capacidade da economia local na produção e distribuição de bens e serviços na geração de emprego e renda, tendo como foco o setor industrial.

O presidente da instituição, Antônio Rocha, destaca a importância do IDEAS Industrial para o desenvolvimento do setor no DF. "O IDEAS Industrial inaugura uma nova fase na construção de políticas de estímulo ao setor", ressaltou.

Poderão se beneficiar com recursos do programa empresas que desenvolvam atividades nos setores de indústria e logística. Segundo a Fibra, o IDEAS Industrial concederá financiamento a projetos destinado a instalações, capital de giro e produção. A taxa de juros será de 1,2% ao ano e o limite do financiamento será de até 13% do faturamento bruto mensal da empresa solicitante, com pagamento que pode estender-se a 360 meses

De acordo com o presidente da Fibra, desde a criação do Programa de Industrialização do (Proin-DF), em 1989, o setor industrial luta e apresenta proposições ao governo para conceber um novo programa que atenda às especificidades da indústria, oferecendo segurança jurídica aos empreendedores. "Esperamos, desta forma, garantir a competitividade de nossas empresas, elevar a participação da indústria na economia local, aumentar a oferta de emprego, gerando mais renda", declarou Rocha.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email