General Villa Bôas: ideologização é ameaça

 O General Eduardo Villas Bôas, comandante do Estado Maior das Forças Armadas, soltou mensagem comentando os “problemas nacionais” mais uma vez; ele menciona a corrupção, a impunidade e a “ideologização dos problemas nacionais” como ameaças à democracia

Brasília - O comandante do Exército, general Eduardo Dias da Costa Villas Boas, durante audiência pública na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional, do Senado (Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Brasília - O comandante do Exército, general Eduardo Dias da Costa Villas Boas, durante audiência pública na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional, do Senado (Marcelo Camargo/Agência Brasil) (Foto: Gustavo Conde)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O General Eduardo Villas Bôas, comandante do Estado Maior das Forças Armadas, soltou mensagem comentando os “problemas nacionais” mais uma vez. Ele menciona a corrupção, a impunidade e a “ideologização dos problemas nacionais” como ameaças à democracia.

O general cita estatísticas dessa vez. Diz que não se pode ficar indiferentes “aos mais de 60 mil homicídios por ano, à banalização da corrupção, à insegurança ligada ao crescimento do crime organizado”.

A mensagem foi lida durante um evento que comemorou o Dia do Exército, ontem, em Brasília.

Bôas ainda afirma que espera eleições livres: ele menciona diretamente as eleições de outubro e diz que caberá à população definir "de forma livre, legítima, transparente e incontestável, a vontade nacional".

Leia mais aqui.

 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247