Genoino cumpre pena na casa do sogro da filha

Impedido de cumprir prisão domiciliar em seu domicílio, que é São Paulo, ex-presidente do PT saiu do pequeno apartamento na cidade do Guará e agora é hospedado pelo sogro de uma de suas filhas em um condomínio nas proximidades do bairro Lago Sul, em Brasília

Impedido de cumprir prisão domiciliar em seu domicílio, que é São Paulo, ex-presidente do PT saiu do pequeno apartamento na cidade do Guará e agora é hospedado pelo sogro de uma de suas filhas em um condomínio nas proximidades do bairro Lago Sul, em Brasília
Impedido de cumprir prisão domiciliar em seu domicílio, que é São Paulo, ex-presidente do PT saiu do pequeno apartamento na cidade do Guará e agora é hospedado pelo sogro de uma de suas filhas em um condomínio nas proximidades do bairro Lago Sul, em Brasília (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Desde que foi socorrido com urgência após uma suspeita de infarto, no mês de novembro, o ex-presidente do PT José Genoino cumpre sua pena da AP 470 em regime domiciliar, em Brasília.

Há algumas semanas, ele saiu do pequeno apartamento na cidade do Guará e agora é hospedado pelo sogro de uma de suas filhas numa casa em um condomínio nas proximidades do bairro Lago Sul.

Na sexta-feira passada, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, rejeitou novamente o pedido de transferência de Genoino para São Paulo, seu domicílio. Ele afirmou ainda que, se o ex-deputado quisesse fazer consulta com seu cardiologista, o médico Roberto Kalil, teria de trazê-lo para Brasília.

Para justificar mais uma arbitrariedade no caso, Barbosa usou como exemplo uma decisão anterior sobre Fernandinho Beira-Mar, um dos traficantes mais perigosos do País, que foi mantido em presídio de segurança máxima, longe de seus familiares.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247