Gilmar diz ter dúvida sobre isenção de Moro e reitera pedido por Lula Livre

"Estou em dúvida sobre isenção do juiz nesse processo", disse o ministro em seu voto na Segunda Turma do STF; seu posicionamento não foi conclusivo sobre a suspeição de Moro, propondo que o mérito do HC seja julgado posteriormente, mas que a liberdade de Lula seja concedida imediatamente

(Foto: Gilmar Moro STF)

247 - "Estou em dúvida sobre isenção do juiz nesse processo", disse o ministro Gilmar Mendes sobre Sergio Moro durante julgamento de habeas corpus da defesa do ex-presidente Lula na Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal nesta terça-feira 25.

O voto de Gilmar não foi conclusivo sobre a suspeição ou não de Moro. O ministro propôs que o mérito do HC seja julgado posteriormente, mas que a liberdade de Lula seja concedida imediatamente, de forma liminar, até que o julgamento retorne à Segunda Turma, em agosto.

Ele avalia que prefere esperar para realizar o julgamento depois que as mensagens vazadas pelo site The Intercept Brasil sejam analisadas pelas autoridades. 

Gilmar também disse que a própria PGR teria dúvidas sobre Moro, de acordo com o que extraiu do parecer enviado ao STF. “Na manifestação da PGR, com a sobriedade que marca os posicionamentos de Raquel Dodge, ela diz ‘eu estou em dúvida com relação à isenção do juiz”.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247