Governador do DF fez visita a Papuda

Assessoria de Agnelo Queiroz (PT) informa que governador aproveitou a inauguração da nova unidade de acolhimento de adolescentes infratores, dentro do presídio, para visitar o complexo em que se encontra preso o ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu; informação poderá ser explorada pelo juiz Bruno Ribeiro, da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal, para dificultar ainda mais o direito de Dirceu trabalhar em regime semiaberto

Assessoria de Agnelo Queiroz (PT) informa que governador aproveitou a inauguração da nova unidade de acolhimento de adolescentes infratores, dentro do presídio, para visitar o complexo em que se encontra preso o ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu; informação poderá ser explorada pelo juiz Bruno Ribeiro, da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal, para dificultar ainda mais o direito de Dirceu trabalhar em regime semiaberto
Assessoria de Agnelo Queiroz (PT) informa que governador aproveitou a inauguração da nova unidade de acolhimento de adolescentes infratores, dentro do presídio, para visitar o complexo em que se encontra preso o ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu; informação poderá ser explorada pelo juiz Bruno Ribeiro, da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal, para dificultar ainda mais o direito de Dirceu trabalhar em regime semiaberto (Foto: Roberta Namour)

247 - O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, aproveitou a inauguração da nova unidade de acolhimento de adolescentes infratores, dentro do presídio, para visitar o complexo em que se encontra preso o ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, no dia 20 de fevereiro.

A assessoria do governador confirmou o encontro e disse que Agnelo e Dirceu trataram de “assuntos pessoais”. Essa é a segunda vez em que o governador vai à Papuda desde a prisão dos condenados da AP 470. Na primeira vez, foi verificar o estado de saúde do ex-deputado federal José Genoino (PT-SP).

Como chefe do Executivo local, Agnelo não dependeria de autorização judicial para entrar nos presídios.

A visita a Papuda, divulgada pela revista Veja, poderá ser explorada pelo juiz Bruno Ribeiro, da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal, para dificultar ainda mais o direito de Dirceu trabalhar em regime semiaberto.

O juiz, que é filho de um dirigente do PSDB e ligado a Joaquim Barbosa, abriu nova investigação contra o ex-ministro porque ele recebeu a visita de um dos chefes da Defensoria Pública da União, Heverton Gisclan Silva, no Complexo Penitenciário da Papuda, no último 6 de janeiro, uma segunda-feira, dia em que não são previstas visitas.
Silva não consta da lista de 10 visitantes de Dirceu e também não atua na defesa do ex-ministro, o que justificaria a ida dele ao presídio.

Todavia, os dias de visita são quarta e quinta-feira. Por isso, a VEP considerou a visita irregular por não ter sido autorizada e abriu investigação no início da semana para apurar o caso.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247