Governo promete liberar R$ 5,6 bi em emendas, e deputados pedem mais

Na tentativa de iniciar a votação da reforma da Previdência, o governo Jair Bolsonaro impulsionou o envio de recursos às bases eleitorais de deputados federais e ofereceu um lote extra aos congressistas; já foram prometidos ao menos R$ 5,6 bilhões a parlamentares

(Foto: Marcos Corrêa/PR | Câmara dos Deputados)

247 - Na tentativa de iniciar a votação da reforma da Previdência, o governo Jair Bolsonaro impulsionou o envio de recursos às bases eleitorais de deputados federais e ofereceu um lote extra aos congressistas. Já foram prometidos ao menos R$ 5,6 bilhões a parlamentares. A análise do texto só começou às 20h48 desta terça. Enquanto negociações eram feitas, deputados discutiam, no lugar, a regulamentação da vaquejada.

Na campanha eleitoral, Bolsonaro adotou o discurso de que iria cabar com a troca de favores na política, mas o governo dele ofereceu a cada parlamentar fiel um lote extra de R$ 20 milhões de emendas (em um total de mais de R$ 3 bilhões), que é o direcionamento de verbas do Orçamento para o reduto eleitoral dos políticos. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247