Grupos LGBT acusam Bolsonaro de homofobia e pedem ação da PGR

A homofobia de Jair Bolsonaro será alvo de ação na PGR (Procuradoria Geral da República). Cinco grupos de defesa dos direitos LGBT apresentaram ao orgão uma acusação contra o presidente afirmando que ele cometeu o crime de homofobia. A acusação é baseada nas declarações de Bolsonaro sobre filmes que tiveram o financiamento barrado pela Ancine (Agência Nacional do Cinema) por terem temática LGBT.

(Foto: Antonio Cruz - ABR)

247 - A homofobia de Jair Bolsonaro será alvo de ação na PGR (Procuradoria Geral da República). Cinco grupos de defesa dos direitos LGBT apresentaram ao orgão uma acusação contra o presidente afirmando que ele cometeu o crime de homofobia. A acusação é baseada nas declarações de Bolsonaro sobre filmes que tiveram o financiamento barrado pela Ancine (Agência Nacional do Cinema) por terem temática LGBT.

A reportagem do portal Uol destaca que "a representação à PGR é baseada na decisão recente do STF (Supremo Tribunal Federal) que, em junho, tornou crime a homofobia e afirmou que atos de discriminação à população LGBT deveriam ser penalizados de acordo com a lei dos crimes de racismo. No documento, os grupos pedem que a PGR apresente uma denúncia criminal contra Bolsonaro ao STF (Supremo Tribunal Federal)."

A matéria ainda informa que "o documento enviado à PGR cita as falas de Bolsonaro na transmissão feita pelo Facebook no dia 15 de agosto, em que o presidente criticou filmes de temática LGBT que haviam tido o financiamento aprovado pela Ancine. Na ocasião, Bolsonaro disse que o financiamento dos filmes estaria vetado pelo governo. 'Um filme aqui chama-se 'Transversais'. Olha o tema: sonhos e realizações de cinco pessoas transgêneros que moram no Ceará', disse o presidente. 'Então o filme, esse daqui, conseguimos abortar essa missão aqui', afirmou Bolsonaro."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247