Guedes reclama de Bolsonaro no projeto de congelamento de salários dos servidores

Guedes confia no veto presidencial após votação do Congresso retirar diversas categorias de servidores públicos do congelamento salarial. Auxiliares do ministro acreditam que Bolsonaro age para atender a sua clientela

Jair Bolsonaro e Paulo Guedes
Jair Bolsonaro e Paulo Guedes (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro da Economia, Paulo Guedes, participou de reunião com Jair Bolsonaro na manhã desta quinta-feira (7), antes da chegada de empresários ao Palácio do Planalto, para se opor às exceções no projeto de congelamento salarial de servidores públicos. A informação é do jornal Folha de S. Paulo

Diversas categorias de servidores foram poupadas do congelamento salarial na votação do Senado por parlamentares que contaram com o apoio de Bolsonaro.

Guedes foi o principal articulador na tentativa de congelar os salários de todas as categorias. O ministro considerou que levou uma “bola nas costas” após Bolsonaro mudar o discurso, aponta a reportagem. 

Guedes persistiu pelo veto presidencial, defendendo que reajustes salariais de servidores pudessem gerar efeitos negativos à economia do Brasil. Segundo os auxiliares do ministro, Bolsonaro trabalha para atender a sua clientela.  

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247