Hackers atacam sistema do GDF e não deixam rastro

Uma tentativa de ataque hacker atingiu aproximadamente 80 órgãos do governo do Distrito Federal. Invasores usaram um ransomware, para restringir o acesso ao sistema infectado

Palácio do Buriti
Palácio do Buriti (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Uma tentativa de ataque hacker atingiu nessa quinta-feira (5) aproximadamente 80 órgãos do governo do Distrito Federal. Invasores usaram um ransomware. Trata-se de software nocivo, que restringe o acesso ao sistema infectado e cobra um resgate em criptomoedas para o restabelecimento do acesso. Caso não ocorra o pagamento, arquivos podem ser perdidos ou até mesmo publicados na internet.

Os responsáveis pela investida são profissionais quando o assunto é invasão e infecção de sistemas, de acordo com as apurações iniciais feitas pela Delegacia de Repressão de Crimes Cibernéticos (DRCC), da Polícia Civil. 

Uma fonte da PCDF disse ao site Metrópóles (DF) que quem está por trás da invasão não é iniciante no mundo da pirataria cibernética. "Neste tipo de ataque, muitas vezes, o hacker chama atenção do pessoal da segurança da informação simulando uma falha no sistema para que esse erro seja corrigido", afirmou. 

"Quando a equipe está trabalhando para solucionar a instabilidade, o hacker descobre outras vulnerabilidades. É tipo uma cortina de fumaça e os criminosos fazem outra modalidade de ataque em paralelo. Procuram portas abertas e atacam os servidores", acrescentou. 

Invasão ao STJ

Um hacker também invadiu o Superior Tribunal de Justiça (STJ) e criptografou todo o acervo de processos da Corte. 

A Polícia Federal abriu inquérito para apurar as circunstâncias do crime. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247