Governador do DF sobre Moro: "veio da republiqueta de Curitiba, mas precisa entender que não está mais lá"

“Ele veio da republiqueta de Curitiba, isso todo mundo sabe. Mas, agora, é ministro e precisa entender que não está mais lá. Ele mora na capital do país”, disse Ibaneis Rocha (MDB), o governador do DF, repelindo o que chamou de descaso de Moro sobre a situação do Presídio Federal de Brasília

Governador do Distrito Federal quer acelerar privatizações
Governador do Distrito Federal quer acelerar privatizações (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), não gostou da resposta do ministro Sérgio Moro, da Justiça e Segurança Pública, sobre o funcionamento do Presídio Federal de Brasília.

“Quem tem responsabilidade com todas as autoridades que estão em Brasília sou eu. Quem responderá por qualquer problema com as representações diplomáticas sou eu. Sou o único responsável pela segurança pública da capital da República”, disse o governador, segundo reportagem do site Metrópole.

A reação é contra o que Ibaneis chamou de descaso do ministro. “Ele veio da republiqueta de Curitiba, isso todo mundo sabe. Mas, agora, é ministro e precisa entender que não está mais lá. Ele mora na capital do país”, repeliu.

O governo do DF enviou, na terça-feira (21), documento a Moroem que reclama do silêncio do governo Jair Boslonaro sobre o perigo no presídio federal.

“Não se justifica esse ‘silêncio’ dos órgãos federais”, enfatiza o documento que pedia esclarecimentos sobre o grau de ameaça ao qual a população da capital da República está exposta em razão da permanência de líderes do crime no presídio.

Em resposta nesta quarta-feira (22), o ministro afirmou que “não há qualquer reclamação da permanência desses presos em Brasília, salvo do próprio Governo do Distrito Federal”.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247