Instituto de Ciência Política da UnB declara apoio aos protestos contra PEC 55

Instituto de Ciência Política da UnB declarou nesta sexta-feira, 11, apoio às manifestações de estudantes que ocupam escolas e universidades em protesto contra a PEC 241 (PEC 55 no Senado); "Em se tratando especificamente da PEC 55, vários estudos recentes vêm demonstrando que tal política trará impactos profundamente negativos para a área social, notadamente a educação e a saúde", disse o instituto em nota

Instituto de Ciência Política da UnB declarou nesta sexta-feira, 11, apoio às manifestações de estudantes que ocupam escolas e universidades em protesto contra a PEC 241 (PEC 55 no Senado); "Em se tratando especificamente da PEC 55, vários estudos recentes vêm demonstrando que tal política trará impactos profundamente negativos para a área social, notadamente a educação e a saúde", disse o instituto em nota
Instituto de Ciência Política da UnB declarou nesta sexta-feira, 11, apoio às manifestações de estudantes que ocupam escolas e universidades em protesto contra a PEC 241 (PEC 55 no Senado); "Em se tratando especificamente da PEC 55, vários estudos recentes vêm demonstrando que tal política trará impactos profundamente negativos para a área social, notadamente a educação e a saúde", disse o instituto em nota (Foto: Aquiles Lins)

Por Luís Felipe Miguel, em seu Facebook - O Colegiado do Instituto de Ciência Política da UnB aprovou agora há pouco a seguinte nota de apoio às ocupações:

O Instituto de Ciência Política da Universidade de Brasília vem a público declarar seu apoio à luta das/os milhares de estudantes secundaristas e universitárias/os no país e às ocupações em escolas, Institutos Federais e Universidades, em protesto contra a PEC 241 (agora PEC 55) que encontra-se em tramitação no Senado Federal e contra a reforma do ensino médio via Medida Provisória. Entendemos que tais reformas não foram adequada e amplamente discutidas com a sociedade.

Em se tratando especificamente da PEC 55, vários estudos recentes vêm demonstrando que tal política trará impactos profundamente negativos para a área social, notadamente a educação e a saúde.

Além disso, gostaríamos de reafirmar a importância da UnB como espaço de debate democrático e plural e repudiar qualquer ato de intimidação ou violência física e emocional praticados contra as/os estudantes engajadas/os nas ocupações.

Recomendamos que a comunidade Universitária, por tanto, procure todos os meios possíveis de negociação e diálogo, sem recorrer a medidas desnecessárias e precipitadas, que não levem em conta os direitos das/os estudantes. O direito de manifestação é uma liberdade democrática básica e, por isso, as ocupações – na UnB e em todo o Brasil – contam com o apoio deste Instituto.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247