Kakay: prisão antecipada explica barbárie de Manaus

"Vão querer colocar a responsabilidade na guerra entre facções e o Estado, tanto o do Amazonas quanto o Federal, vão se declarar vítimas de grupos criminosos organizados", diz o criminalista Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay;  "Ninguém assumirá a responsabilidade pela bestialidade que impera no sistema prisional. Nosso Judiciário, nosso Supremo ja afastou a presunção de inocência e determina a prisão antes do trânsito em julgado. Que se danem os pretos, pobres, desassistidos, que entulham as cadeias brasileiras. Quantos presos provisórios estão dentre estes mortos?", questiona 

"Vão querer colocar a responsabilidade na guerra entre facções e o Estado, tanto o do Amazonas quanto o Federal, vão se declarar vítimas de grupos criminosos organizados", diz o criminalista Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay;  "Ninguém assumirá a responsabilidade pela bestialidade que impera no sistema prisional. Nosso Judiciário, nosso Supremo ja afastou a presunção de inocência e determina a prisão antes do trânsito em julgado. Que se danem os pretos, pobres, desassistidos, que entulham as cadeias brasileiras. Quantos presos provisórios estão dentre estes mortos?", questiona 
"Vão querer colocar a responsabilidade na guerra entre facções e o Estado, tanto o do Amazonas quanto o Federal, vão se declarar vítimas de grupos criminosos organizados", diz o criminalista Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay;  "Ninguém assumirá a responsabilidade pela bestialidade que impera no sistema prisional. Nosso Judiciário, nosso Supremo ja afastou a presunção de inocência e determina a prisão antes do trânsito em julgado. Que se danem os pretos, pobres, desassistidos, que entulham as cadeias brasileiras. Quantos presos provisórios estão dentre estes mortos?", questiona  (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay

Vão querer colocar a responsabilidade na guerra entre facções e o Estado, tanto o do Amazonas quanto o Federal, vão se declarar vítimas de grupos criminosos organizados.

Ninguém assumirá a responsabilidade pela bestialidade que impera no sistema prisional. Nosso Judiciário, nosso Supremo ja afastou a presunção de inocência e determina a prisão antes do trânsito em julgado.

Que se danem os pretos, pobres, desassistidos, que entulham as cadeias brasileiras. É necessário, numa visão tacanha e desumana, de parte do Judiciário, " dar uma satisfação à sociedade", e para responder parte da mídia que quer a prisão de 20 empresários da lavajato, mandam para a prisão milhares de pessoas sem culpa formada.

Quantos presos provisórios estão dentre estes mortos? Mas nenhum será destaque e manchete individual nos telejornais, pois são presos sem rosto, sem nome... mas suas famílias existem e merecem nosso respeito.

Que a sociedade volte os olhos para o massacre diario no sistema prisional brasileiro e que o Judiciário deixe de ser cúmplice deste massacre.

A prisão antecipada é em boa parte responsável por esta barbarie. A vulgarização da prisão preventiva só alimenta este estado de coisa inconstitucional.

"Arre, estou farto de semideuses, onde ha gente no mundo."

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email