Kokay: Cármen Lúcia se submete à pressão da Globo e dos golpistas

Em discurso na Câmara nesta quarta-feira 14, a deputada federal Erika Kokay (PT-DF) rebateu as declarações da presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, de que não se submete a pressões para pautar o habeas corpus preventivo contra a prisão do ex-presidente Lula ou a questão da segunda instância; "Ela, ao dizer isso, está reconhecendo que sofre a pressão da Rede Globo e a pressão dos golpistas que, aliás, via de regra, ela dança com eles e os recebe no seu próprio apartamento", disparou a deputada; assista

erika kokay carmen
erika kokay carmen (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Brasília 247 - Em discurso no plenário da Câmara dos Deputados nesta quarta-feira 14, a deputada federal Erika Kokay (PT-DF) rebateu as declarações da presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, de que não se submete a pressões para pautar o habeas corpus preventivo contra a prisão do ex-presidente Lula ou a questão da segunda instância. A declaração foi feita nesta terça durante um evento da Folha de S.Paulo.

"Acho extremamente estranho que uma presidenta do tribunal que recebe em sua casa um presidente da República investigado pelo próprio Supremo, que o país não duvida da sua própria corrupção, que constrói o governo com as malas literais e metafóricas, que esta presidenta do STF diz que não vai colocar um habeas corpus em discussão ou em votação no Supremo porque não atende a pressão", disse Erika Kokay.

"Ela, ao dizer isso, está reconhecendo que sofre a pressão da Rede Globo e a pressão dos golpistas que, aliás, via de regra, ela dança com eles e os recebe no seu próprio apartamento", disparou ainda a deputada. A parlamentar fez referência ao encontro fora da agenda que Cármen teve com Temer no último sábado em sua residência.

Inscreva-se na TV 247 e assista trecho de seu discurso:

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247