Maia ignora pedido do Centrão de trocar líder da maioria na Câmara de Deputados

O documento pedindo a troca foi assinado pelos líderes do PSL, Republicanos, PSC, PP, Solidariedade, Avante, PL, PTB, Patriota, PSD e PROS - que representam 246 deputados

(Foto: Reprodução/Youtube)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), está ignorando o pedido de 11 líderes que pediram a troca do líder da maioria, Aguinaldo Ribeiro (PP), segundo o jornal O Globo. O nome mais cotado para substituir Aguinaldo é o deputado Celso Sabino (PSDB).

A iniciativa é liderada, segundo o jornal carioca, pelo Wellington Roberto (PB), líder do PL, que quer um nome mais próximo ao atual líder do Centrão Arthur Lira (PP). Aguinaldo RIbeiro é um aliado de Maia e do DEM, que junto com MDB, diz ter rompido com o grupo de Lira no Centrão, que pretende disputar contra o atual presidente da Casa no ano que vem.

O documento pedindo a troca foi assinado pelos líderes do PSL, Republicanos, PSC, PP, Solidariedade, Avante, PL, PTB, Patriota, PSD e PROS - que representam 246 deputados. 

O PSDB pretende apoiar o bloco de Maia e, por isso, a aliança de Sabino com Lira causou uma crise entre os tucanos. Na semana passada, o presidente do PSDB, Bruno Araújo (PE), chegou a dizer que seriam adotadas medidas formais para solicitar a expulsão de Sabino do partido caso ele fosse nomeado. Ao contrário de Araújo, Sabino não aliado de Doria no PSDB, sendo mais próximo do grupo de Aécio Neves.

O racha de MDB e DEM com Lira aponta no sentido da construção da candidatura de João Doria (PSDB) para as eleições presidenciais de 2022 e de Bruno Covas (PSDB) nas eleições municipais. Essa candidatura serviria para colocar a direita de volta ao poder, divergindo com o petismo e o bolsonarismo. 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247