Manifestantes anti-Lula são impedidos pela PM de exibir boneco

Manifestantes favoráveis e contrários à prisão do ex-presidente Lula dividiram a Praça dos Três Poderes, em Brasília, para acompanhar a votação de um habeas corpus dele no STF; PF usou spray de pimenta para conter protestos anti-Lula, por volta das 15h, antes de o processo entrar em pauta; o grupo tentava inflar um boneco de 8 metros de altura com as caricaturas do ex-presidente, do ex-ministro da Fazenda José Dirceu e do ministro do STF Gilmar Mendes

Manifestantes favoráveis e contrários à prisão do ex-presidente Lula dividiram a Praça dos Três Poderes, em Brasília, para acompanhar a votação de um habeas corpus dele no STF; PF usou spray de pimenta para conter protestos anti-Lula, por volta das 15h, antes de o processo entrar em pauta; o grupo tentava inflar um boneco de 8 metros de altura com as caricaturas do ex-presidente, do ex-ministro da Fazenda José Dirceu e do ministro do STF Gilmar Mendes
Manifestantes favoráveis e contrários à prisão do ex-presidente Lula dividiram a Praça dos Três Poderes, em Brasília, para acompanhar a votação de um habeas corpus dele no STF; PF usou spray de pimenta para conter protestos anti-Lula, por volta das 15h, antes de o processo entrar em pauta; o grupo tentava inflar um boneco de 8 metros de altura com as caricaturas do ex-presidente, do ex-ministro da Fazenda José Dirceu e do ministro do STF Gilmar Mendes (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Brasília 247 - Manifestantes favoráveis e contrários à prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva dividiram a Praça dos Três Poderes, em Brasília, nesta quinta-feira (22) para acompanhar a votação de um habeas corpus dele pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

A PF usou spray de pimenta para conter protestos anti-Lula, por volta das 15h, antes de o processo entrar em pauta. O grupo tentava inflar um boneco de 8 metros de altura com as caricaturas do ex-presidente, do ex-ministro da Fazenda José Dirceu e do ministro do STF Gilmar Mendes.

De acordo com o major Orlando Cassaro, do Batalhão de Choque da PM, a Secretaria de Segurança Pública do DF proibiu a montagem de qualquer estrutura no local.

Os manifestantes insistiram montaram um "cordão de isolamento" em torno do boneco mas, depois do conflito, concordaram em esvaziar o balão. Não houve registro de feridos ou detidos.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247