Manifestantes ocupam entrada de ministério

Depois de ocuparem a entrada principal do Ministério da Fazenda, 50 manifestantes do MTST e do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes) foram retirados do local pela PM; os manifestantes disseram que a ocupação – que durou cerca de 15 minutos – significou um protesto contra o ajuste fiscal proposto pelo governo; segundo a PM, a previsão é de que 23 ônibus com manifestantes cheguem ao local

Depois de ocuparem a entrada principal do Ministério da Fazenda, 50 manifestantes do MTST e do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes) foram retirados do local pela PM; os manifestantes disseram que a ocupação – que durou cerca de 15 minutos – significou um protesto contra o ajuste fiscal proposto pelo governo; segundo a PM, a previsão é de que 23 ônibus com manifestantes cheguem ao local
Depois de ocuparem a entrada principal do Ministério da Fazenda, 50 manifestantes do MTST e do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes) foram retirados do local pela PM; os manifestantes disseram que a ocupação – que durou cerca de 15 minutos – significou um protesto contra o ajuste fiscal proposto pelo governo; segundo a PM, a previsão é de que 23 ônibus com manifestantes cheguem ao local (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Daniel Lima e Paula Laboissière – Repórteres da Agência Brasil

Depois de ocuparem – por volta das 9h - a entrada principal do Ministério da Fazenda, 50 manifestantes do Movimento dos Trabalhadores sem Teto (MTST) e do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes) foram retirados do local pela Polícia Militar (PM). Os manifestantes disseram que a ocupação – que durou cerca de 15 minutos – significou um protesto contra o ajuste fiscal proposto pelo governo.

Depois de retirados do local, cerca de 200 manifestantes o MTST, do Andes e de outros movimentos sociais continuam protestando com bandeiras, cartazes e palavras de ordem em frente ao prédio do Ministério da Fazenda. Segundo a PM, há a previsão de que 23 ônibus com manifestantes cheguem ao local.

Para retirar os manifestantes do hall de entrada do Ministério da Fazenda, a PM utilizou spray de pimenta. No momento da ocupação, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, não se encontrava no prédio. Levy participa, na manhã de hoje, de seminário sobre Segurança Jurídica e Infraestrutura, organizado pelo Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). O seminário é realizado no prédio da OAB, no Setor de Autarquias Sul, em Brasília.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247