Manifestantes ocupam Ministério das Cidades

Integrantes de diversos movimentos sociais do campo ocupam o prédio do Ministério das Cidades; eles prometem permanecer no local até serem recebidos pelo governo; na pauta de reivindicações está a retomada das ações do programa Minha Casa Minha Vida - Rural; "São mais de seis movimentos do campo, numa luta unitária reivindicando aquilo que nos é de direito", disse o integrante da coordenação nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, Alexandre Conceição; segundo movimento, déficit de habitações no campo passa de 35 mil unidades .

Bras�lia - Manifestantes ligados a Movimentos Sociais ocupam Minist�rio das Cidades em Bras�lia (Elza Fiuza /Ag�ncia Brasil)
Bras�lia - Manifestantes ligados a Movimentos Sociais ocupam Minist�rio das Cidades em Bras�lia (Elza Fiuza /Ag�ncia Brasil) (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Paula Laboissière, da Agência Brasil - Integrantes de diversos movimentos sociais do campo ocupam neste momento o prédio do Ministério das Cidades. A ocupação começou por volta das 6h de hoje (20) e os manifestantes prometem permanecer no local até serem recebidos pelo governo.

Na pauta de reivindicações está a retomada das ações do programa Minha Casa Minha Vida - Rural. O déficit de habitações no campo brasileiro, segundo o movimento, passa de 35 mil unidades. Os manifestantes também exigem a ampliação dos repasses para reforma e ampliação da habitação rural.

"São mais de seis movimentos do campo, numa luta unitária reivindicando aquilo que nos é de direito", disse o integrante da coordenação nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, Alexandre Conceição. "Só sairemos daqui com um resultado concreto".

A estimativa de Conceição é de que cerca de 1.500 pessoas participam da ocupação, liderada por movimentos como o próprio MST, a Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura e o Movimento Camponês Popular. A Polícia Militar do Distrito Federal não divulgou um número aproximado de ocupantes, uma vez que grande parte deles permanece nas instalações internas do ministério.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247