Mello falta a jantar da cúpula do Judiciário com Dilma

Ministro Marco Aurélio, um dos membros do STF disse que ficou honrado com o convite, mas não o aceitou por ser contrário ao comparecimento de toda a Corte em determinados eventos: "A leitura que o cidadão faz não é boa e acaba desgastando indiretamente a instituição. Eu já compareci ao Palácio da Alvorada para jantar com o presidente da República, mas uma coisa é um integrante comparecer, outra coisa é o colegiado em peso", disse

Ministro Marco Aurélio, um dos membros do STF disse que ficou honrado com o convite, mas não o aceitou por ser contrário ao comparecimento de toda a Corte em determinados eventos: "A leitura que o cidadão faz não é boa e acaba desgastando indiretamente a instituição. Eu já compareci ao Palácio da Alvorada para jantar com o presidente da República, mas uma coisa é um integrante comparecer, outra coisa é o colegiado em peso", disse
Ministro Marco Aurélio, um dos membros do STF disse que ficou honrado com o convite, mas não o aceitou por ser contrário ao comparecimento de toda a Corte em determinados eventos: "A leitura que o cidadão faz não é boa e acaba desgastando indiretamente a instituição. Eu já compareci ao Palácio da Alvorada para jantar com o presidente da República, mas uma coisa é um integrante comparecer, outra coisa é o colegiado em peso", disse (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Andre Richter – Repórter da Agência Brasil

A presidenta Dilma Rousseff recebeu ontem (11) o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) para um jantar no Palácio da Alvorada. O encontro durou cerca de três horas e foi motivado pela comemoração do Dia do Advogado, celebrado nesta terça-feira pelo Judiciário.

Pelo Supremo, compareceram o presidente da Corte, Ricardo Lewandowski, e os ministros Luis Roberto Barroso, Rosa Weber e Edson Fachin. Também participaram do encontro o vice-presidente da República, Michel Temer, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, além dos presidentes dos tribunais superiores e do Tribunal de Justiça do Distrito Federal.

Durante um evento ontem no Tribunal Superior do Trabalho (TST), o ministro Marco Aurélio, um dos membros do STF que não foi ao jantar, disse que ficou honrado com o convite, mas não o aceitou por ser contrário ao comparecimento de toda a Corte em determinados eventos.

"A leitura que o cidadão faz não é boa e acaba desgastando indiretamente a instituição. Eu já compareci ao Palácio da Alvorada para jantar com o presidente da República, mas uma coisa é um integrante comparecer, outra coisa é o colegiado em peso", disse Marco Aurélio.

Ontem (10), a presidenta Dilma jantou no Palácio da Alvorada com cerca de 40 senadores e 20 ministros do seu governo.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email