Metroviários devem operar nas 24 estações, diz TRT

O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) determinou que os metroviários em greve operem 24 trens e 24 estações nos horários de pico a partir desta quarta-feira (15); a decisão foi um pedido da Companhia do Metropolitano do Distrito Federal; a autarquia pediu reconhecimento da abusividade da greve

O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) determinou que os metroviários em greve operem 24 trens e 24 estações nos horários de pico a partir desta quarta-feira (15); a decisão foi um pedido da Companhia do Metropolitano do Distrito Federal; a autarquia pediu reconhecimento da abusividade da greve
O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) determinou que os metroviários em greve operem 24 trens e 24 estações nos horários de pico a partir desta quarta-feira (15); a decisão foi um pedido da Companhia do Metropolitano do Distrito Federal; a autarquia pediu reconhecimento da abusividade da greve (Foto: Leonardo Lucena)

Brasília 247 - O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) determinou que os metroviários em greve operem 24 trens e 24 estações nos horários de pico a partir desta quarta-feira (15). A decisão foi um pedido da Companhia do Metropolitano do Distrito Federal. A autarquia pediu reconhecimento da abusividade da greve. Até a manhã dessa terça (14), os grevistas atenderam a população nos horários de pico com 16 trens, 12 estações para embarque e 12 para desembarque.

A determinação do magistrado estipulou, ainda, que o sindicato disponibilize 62 pilotos, 104 agentes de estação, 52 seguranças e 8 controladores. A multa é de R$ 100 mil por dia em caso de descumprimento.

Conheça a TV 247

Mais de Brasília

Ao vivo na TV 247 Youtube 247