Militantes expulsam bolsonaristas em ato na frente do Palácio do Planalto (vídeo)

Renan da Silva Sena, o homem que recentemente agrediu uma enfermeira, desta vez não estava tão valente e foi um dos bolsonaristas que foi colocado para correr pelos militantes de esquerda

Renan da Silva Sena
Renan da Silva Sena (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Fórum - Nesta quarta-feira (20), militantes com bandeiras do PT e do PCO que protestavam contra Bolsonaro em frente ao Palácio do Planalto expulsaram um grupo de bolsonaristas que tentou tumultuar o ato.

De acordo com o PCO e com testemunhas, os bolsonaristas foram colocados “para correr”. Um dos que foram expulsos é Renan da Silva Sena, funcionário do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos que, recentemente, agrediu uma enfermeira que fazia uma manifestação pacífica.

Leia mais na Fórum.

Relembre o caso de Renan da Silva Sena, funcionário terceirizado do MDH (Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos) que agrediu verbalmente e cuspiu em enfermeiras que faziam uma manifestação na Praça dos Três Poderes, em Brasília.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247