Moro: se houver irregularidade da minha parte, eu saio. Não tenho apego ao cargo

No Senado, ministro admite que entrega o cargo caso sejam apontadas irregularidades em suas condutas. "Não tenho apego ao cargo em si. Apresente tudo e, se houver alguma irregularidade, eu saio. Mas não houve, eu sempre agi dentro da lei"

Sérgio Moro presta depoimento à CCJ do Senado
Sérgio Moro presta depoimento à CCJ do Senado (Foto: Pedro França/Agência Senado)

247 - Em depoimento à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, admitiu que pode deixar o cargo caso sejam comprovadas irregualridades em seus atos.

"Não tenho apego ao cargo em si. Apresente tudo e, se houver alguma irregularidade, eu saio. Mas não houve, eu sempre agi dentro da lei", assegurou aos senadores, ao comentar os vazamentos das conversas da Lava Jato pelo site The Intercept.

Alguns senadores de oposição cobraram a renúncia de Moro durante a audiência, como Humberto Costa (PT-PE) e Weverton Rocha (PDT-MA), o primeiro a falar.

Brasil 247 lança concurso de contos sobre a quarentena do coronavírus. Participe do concurso

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247