MPF abre inquérito contra a militante bolsonarista Sara Winter

De acordo com a Justiça eleitoral, a militante bolsonarista Sara Giromini, conhecida como Sara Winter não comprovou os gastos de R$ 25 mil destinados pelo DEM à campanha dela para deputada federal pelo Rio na última eleição. Ela já é alvo de investigação do STF por suposto envolvimento com um esquema de propagação de fake news

Sara Winter
Sara Winter (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Ministério Público Federal abriu inquérito para investigar a militante bolsonarista Sara Giromini, conhecida como Sara Winter, por "malversação" do fundão eleitoral em 2018. A informação foi publicada pela coluna de Lauro Jardim.

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) não aprovou das contas da militante. De acordo com a Justiça eleitoral, ela não comprovou os gastos de R$ 25 mil destinados pelo DEM à campanha dela para deputada federal pelo Rio. 

A bolsonarista também é investigada Supremo Tribunal Federal no âmbito do inquérito que apura a propagação de fake news. Com as apurações, ela ameaçou o ministro da Corte Alexandre de Moraes, que autorizou o cumprimento de mandados de busca e apreensão da Polícia Federal em maio. "A gente vai descobrir os locais que você frequenta", afirmou Sara na época. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247