"Não sou candidato à reeleição para presidente da Câmara", afirma Maia

Pela lei, Maia não poderia buscar um novo mandato de dois anos como chefe da Câmara, uma questão que o Supremo Tribunal Federal (STF) ainda deve decidir em caráter conclusivo

Rodrigo Maia
Rodrigo Maia (Foto: Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que tem sido um dos principais apoiadores da agenda de reformas do ministro da Economia, Paulo Guedes, disse categoricamente nesta quarta-feira (26) que não se candidatará à reeleição em fevereiro.

"Não sou candidato à reeleição para presidente da Câmara", garantiu Maia aos jornalistas, encerrando meses de especulações sobre seus planos futuro no comando da câmara baixa brasileira.

Aos 50 anos, Maia desempenhou um papel crucial na aprovação da Reforma da Previdência, ansiada pelo governo do presidente Jair Bolsonaro, por meio de um Congresso Nacional nada entusiasmado no ano passado.

O atual presidente da Câmara também apoiou outras reformas planejadas por Guedes, como a necessidade de modernizar e simplificar o complexo sistema de impostos brasileiro com uma Reforma Tributária ampla.

Pela lei, Maia não poderia buscar um novo mandato de dois anos como chefe da câmara baixa na mesma sessão do Congresso, uma questão que o Supremo Tribunal Federal (STF) ainda deve decidir em caráter conclusivo.

Maia, um deputado do Rio de Janeiro, foi investigado por subornos que teria recebido do conglomerado de engenharia brasileiro Odebrecht, de acordo com um relatório da Polícia Federal enviado no ano passado ao procurador-geral da República, Augusto Aras, que ainda não decidiu se indicia Maia.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247