Obras do Deck Sul estão 40% concluídas

As obras do Deck Sul — próximo à Ponte das Garças, na Avenida das Nações (L4 Sul) — estão 40% concluídas; a quadra de vôlei de praia e o deck de madeira estão em fase de finalização; área faz parte do plano de recuperação da orla do Lago Paranoá e será um espaço de lazer e de preservação ambiental; estrutura de madeira terá 551,06 metros de comprimento por 6 metros de largura, à beira do Lago Paranoá

As obras do Deck Sul — próximo à Ponte das Garças, na Avenida das Nações (L4 Sul) — estão 40% concluídas; a quadra de vôlei de praia e o deck de madeira estão em fase de finalização; área faz parte do plano de recuperação da orla do Lago Paranoá e será um espaço de lazer e de preservação ambiental; estrutura de madeira terá 551,06 metros de comprimento por 6 metros de largura, à beira do Lago Paranoá
As obras do Deck Sul — próximo à Ponte das Garças, na Avenida das Nações (L4 Sul) — estão 40% concluídas; a quadra de vôlei de praia e o deck de madeira estão em fase de finalização; área faz parte do plano de recuperação da orla do Lago Paranoá e será um espaço de lazer e de preservação ambiental; estrutura de madeira terá 551,06 metros de comprimento por 6 metros de largura, à beira do Lago Paranoá (Foto: José Barbacena)

Agência Brasília - As obras do Deck Sul — próximo à Ponte das Garças, na Avenida das Nações (L4 Sul) — estão 40% concluídas. A quadra de vôlei de praia e o deck de madeira estão em fase de finalização. A área faz parte do plano de recuperação da orla do Lago Paranoá e será um espaço de lazer e de preservação ambiental.

A estrutura de madeira terá 551,06 metros de comprimento por 6 metros de largura, à beira do Lago Paranoá. Ainda terá 10 mil metros quadrados de área construída e 30 mil metros quadrados de área verde. A obra se iniciou em dezembro de 2015.

De acordo com o diretor de Edificações, da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), Marcio Buzar, o mais complicado da obra é a terraplanagem (preparação do terreno). “Essa etapa é a que demora mais e está totalmente concluída.” Segundo ele, falta asfaltar e finalizar as calçadas, entre outras ações. A estimativa é que a obra esteja pronta até o fim do ano.

O Deck Sul contará com 7,4 mil metros quadrados de calçada; 1,5 quilômetro de ciclovia e de pista de corrida; três parques infantis; um ponto de encontro comunitário (PEC); espaço para musculação, anfiteatro; circuito de skate; quadra poliesportiva e de vôlei de praia; 152 vagas de estacionamento; quatro mesas de tênis; chuveiros; bebedouros e lixeiras. Sessenta funcionários trabalham nas obras, de segunda-feira a sexta-feira, das 8 às 18 horas.

De acordo com o projeto, mil árvores de diferentes espécies do Cerrado devem ser plantadas na área. “O Deck Sul será um clube para todas as pessoas terem acesso. É uma obra para toda a população”, afirma Buzar.

O investimento é de R$ 10.733.370,10 — recurso vindo de convênio entre a Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos, a Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) e a Novacap. Até o momento, foram usados 40% do montante.

Atraso

Em maio, o Instituto Brasília Ambiental (Ibram) paralisou a obra por considerar a área de proteção permanente. No entanto, a Novacap apresentou plano de compensação ambiental em conformidade com a legislação. A companhia também teve de se comprometer a replantar árvores nativas. A obra ficou cerca de um mês parada, o que adiou o prazo para a finalização do Deck, previsto inicialmente para julho.

Conheça a TV 247

Mais de Brasília

Ao vivo na TV 247 Youtube 247