Oposição aprova moção de repúdio ao discurso de Bolsonaro na ONU

Fala de Bolsonaro na abertura da Assembleia Geral das Nações Unidas, cheia de ataques a movimentos sociais, ao cacique Raoni e a quem luta pela democracia, não pode ser aceita impunemente, defendeu a deputada Áurea Carolina (PSOL-MG), autora da moção

Deputada federal Áurea Carolina (PSOL-MG)
Deputada federal Áurea Carolina (PSOL-MG) (Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A oposição aprovou na Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados nesta quarta-feira 2, por 12 votos favoráveis e 4 obstruç uma moção de repúdio ao discurso de Jair Bolsonaro na abertura da Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU).

A fala cheia de ataques a movimentos sociais, ao cacique Raoni e a quem luta pela democracia, não pode ser aceita impunemente, defendeu a deputada federal Áurea Carolina (PSOL-MG), autora da moção.

"O pronunciamento envergonhou a nação brasileira e constrangeu o cenário internacional", lembrou a deputada. Os poucos governistas presentes na Comissão tentaram obstruir a votação, mas não tiveram sucesso.

A moção de repúdio diz, entre outras coisas, que “enquanto a Amazônia arde em chamas, o presidente anti-indígena Jair Bolsonaro segue destilando sua ignorância (…) contra os povos indígenas do Brasil”. Afirma, ainda, que “é inaceitável que o governo atual faça discurso com inverdades sobre os povos indígenas, desqualificando lideranças indígenas e ironizando os povos. Os povos indígenas não precisam de cuidados de um Presidente que historicamente sempre foi contra os direitos deste. A luta dos povos indígenas é urgente e coletiva”.

Assista sua fala:

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247