Oposição organiza protesto contra posse de Lula

Partidos de oposição convocam parlamentares e assessores para um ato em repúdio à nomeação do ex-presidente Lula como ministro da Casa Civil; e-mail enviado pelo líder do PPS, deputado Rubens Bueno (PR), anunciou o protesto para as 17h em frente ao Palácio do Planalto; partidos de oposição ingressaram ontem na Justiça Federal do Distrito Federal com ação popular para impedir a posse de Lula

Partidos de oposição convocam parlamentares e assessores para um ato em repúdio à nomeação do ex-presidente Lula como ministro da Casa Civil; e-mail enviado pelo líder do PPS, deputado Rubens Bueno (PR), anunciou o protesto para as 17h em frente ao Palácio do Planalto; partidos de oposição ingressaram ontem na Justiça Federal do Distrito Federal com ação popular para impedir a posse de Lula
Partidos de oposição convocam parlamentares e assessores para um ato em repúdio à nomeação do ex-presidente Lula como ministro da Casa Civil; e-mail enviado pelo líder do PPS, deputado Rubens Bueno (PR), anunciou o protesto para as 17h em frente ao Palácio do Planalto; partidos de oposição ingressaram ontem na Justiça Federal do Distrito Federal com ação popular para impedir a posse de Lula (Foto: Ana Pupulin)

247 – Partidos de oposição articularam nesta quarta-feira 16 um protesto em repúdio à nomeação do ex-presidente Lula para o ministério da Casa Civil. O anúncio do ingresso de Lula no governo foi feito pelo Palácio do Planalto.

Por e-mail, o líder do PPS, deputado Rubens Bueno (PPS), convoca parlamentares e assessores para "um ato das oposições em repúdio à nomeação de Lula para ministro da Casa Civil, hoje, às 17h, na frente do Palácio do Planalto. Contamos com sua presença". A mensagem foi divulgada em reportagem do Broadcast, da Agência Estado.

Integrantes da oposição apresentaram ontem na Justiça Federal do Distrito Federal uma ação popular para tentar impedir a posse de Lula, que deve ocorrer na próxima terça-feira. Eles argumentam que a ida de Lula para o governo.

"O ápice deste processo de blindagem de Lula passa pela vontade manifesta da presidente da República de nomeá-lo para exercer o cargo de ministro de seu governo, dando a este a possibilidade de escolher a pasta que gostaria de ocupar, demonstrando que o real motivo da referida nomeação seria dar ao ex-presidente o abrigo da prerrogativa de função", diz trecho da ação (leia aqui a íntegra).

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247