Padilha protocola convocação do ministro da Saúde para explicar suspensão da Coronavac

Em vídeo, o deputado afirma que, cada vez mais, chegam informações de que o “evento grave” aconteceu dia 29 de outubro e só mais de dez dias depois foi anunciada a suspensão do estudo pela Anvisa, aparentemente sem diálogo entre a Agência e o Instituto Butantan

Alexandre Padilha
Alexandre Padilha (Foto: GUSTAVO BEZERRA)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Fundação Perseu Abramo - O deputado federal Alexandre Padilha (PT-SP) protocolou, nesta terça-feira (10), pedido de convocação do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e de representantes da Anvisa para explicar a decisão da Agência de suspender os testes da vacina chinesa contra a Covid-19, Coronavac. A convocação ocorre no âmbito da Comissão Externa de Enfrentamento à Covid-19 do Congresso Nacional, da qual Padilha é integrante.

Em vídeo nas redes sociais, o deputado afirma que a convocação ocorre para que seja explicado o mal cuidado no acompanhamento dos estudos das vacinas para Covid-19 no país. “Em primeiro lugar, foi absurda a postura do Bolsonaro de fazer chacota com vacina e de sapatear sobre a morte de um voluntário”, disse.

Padilha relembra no vídeo que, cada vez mais, chegam informações de que o evento grave aconteceu dia 29 de outubro e só mais de dez dias depois foi anunciada a suspensão do estudo, aparentemente sem nenhuma troca de informações entre a Anvisa e o Instituto Butantan para se saber já precocemente quais eram os motivos do óbito.

“Nós queremos saber quais são os procedimentos que estão sendo tomados de avaliação dos estudos, os fluxos de informações, para situações como essas, absurdas. Mais de dez dias para se obter informações sobre um evento grave e que se publica a suspensão de algo que talvez nem tenha tido qualquer atitude responsável e que pelas informações que nós temos não teve qualquer relação com a vacina”, conclui.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247