Paulo Pimenta: PEC dos precatórios beneficia grandes empresários que devem milhões ao Brasil

O deputado federal Paulo Pimenta (PT) lembrou que quem está articulando isso é o ministro da Economia, Paulo Guedes, “o homem que ganhou milhões investindo o próprio dinheiro em dólares no exterior, enquanto permitia a desvalorização do real”

Deputado Paulo Pimenta e o ministro Paulo Guedes
Deputado Paulo Pimenta e o ministro Paulo Guedes (Foto: Najara Araujo/Câmara dos Deputados | Valdenio Vieira/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O deputado federal Paulo Pimenta (PT) denunciou a grande negociata que envolve os precatórios na PEC 23. No Twitter, nesta quarta-feira, 13, ele explicou que, “com o pagamento dos precatórios federais em dia, relativamente poucos credores se dispõem a vendê-los com descontos consideráveis”.

Por outro lado, com o calote o quadro muda “beneficiando os grandes devedores da UF, suas autarquias e fundações”.

“A mudança da redação dada ao parágrafo 11 do artigo 100, pelo substitutivo do relator, autoriza que os precatórios sejam usados nas privatizações. Isto quer dizer que um dos objetivos da PEC 23 é beneficiar os grandes devedores da União”, denunciou o deputado.

PUBLICIDADE

Segundo o petista, “o substitutivo feito pelo relator traz insegurança jurídica aos credores, baixa o valor de venda e beneficia os grandes empresários e conglomerados que devem milhões para a União e poderão adquirir os precatórios a preço de banana”.

Pimenta ainda lembrou que quem está articulando isso é o ministro da Economia, Paulo Guedes, “o homem que ganhou milhões investindo o próprio dinheiro em dólares no exterior, enquanto permitia a desvalorização do real”.

PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email