Pedido da CPI da Copa é devolvido por falta de quórum

Requerimento apresentado pelo deputado Izalci (PSDB-DF), para apurar possíveis irregularidades no uso de recursos públicos federais nas obras do Mundial, não atinge o mínimo de assinaturas exigido pela Constituição - 27 senadores e 171 deputados

Requerimento apresentado pelo deputado Izalci (PSDB-DF), para apurar possíveis irregularidades no uso de recursos públicos federais nas obras do Mundial, não atinge o mínimo de assinaturas exigido pela Constituição - 27 senadores e 171 deputados
Requerimento apresentado pelo deputado Izalci (PSDB-DF), para apurar possíveis irregularidades no uso de recursos públicos federais nas obras do Mundial, não atinge o mínimo de assinaturas exigido pela Constituição - 27 senadores e 171 deputados (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Senado - Durante a sessão do Congresso Nacional desta terça-feira (20), o presidente da Mesa do Congresso, Renan Calheiros, informou que seria devolvido ao autor, deputado Izalci (PSDB-DF), o requerimento de criação da CPI da Copa. A Mesa devolveu o requerimento sem lê-lo porque o número de assinaturas de deputados e senadores não alcançou o mínimo exigido pela Constituição - 27 senadores e 171 deputados.

De acordo com o requerimento, a CPI mista tem como objetivo apurar, no prazo de 180 dias, os fatos e responsáveis por possíveis irregularidades no uso de recursos públicos federais nas obras de infraestrutura da Copa do Mundo de 2014.

No final do mês passado, Izalci havia anunciado as assinaturas de 186 deputados e 28 senadores. Não foram divulgados os nomes dos parlamentares que retiraram suas assinaturas. Agora, o requerimento retorna para Izalci, que pode tentar chegar novamente ao número mínimo.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email