'Pergunta para eles', diz Bolsonaro ao ser questionado se fica no PSL

O Delegado Waldir (PSL-GO), líder do PSL na Câmara, disse nesta sexta-feira, que o presidente Jair Bolsonaro comprou votos para tentar eleger seu filho na liderança do partido, abrindo espaço até para uma discussão sobre impeachment

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputinik – A profunda crise se acentuou entre o presidente e o PSL na semana passada, quando Bolsonaro disse a apoiador para "esquecer" partido.

O presidente Jair Bolsonaro foi questionado neste sábado (19) por jornalistas sobre seu futuro no PSL.

"Pergunta pra eles", disse o presidente o sair de sua residência oficial e se dirigir à Base Áerea em Brasília.

A crise no PSL se acentuou na semana passada quando Bolsonaro recomendou a um apoiador, que se disse pré-candidato pelo partido, a "esquecer" o PSL, pois o presidente nacional da sigla e ligado ao líder do PSL na Câmara Delegado Waldir, deputado federal Luciano Bivar (PE), estaria "queimado".

Na última quarta-feira (16), foi divulgado um áudio pela revista Época em que o presidente Jair Bolsonaro articula uma lista de assinaturas para tirar o deputado Delegado Waldir (GO) do cargo de líder do PSL na Câmara.

O Delegado Waldir (PSL-GO), líder do PSL na Câmara, disse nesta sexta-feira, que o presidente Jair Bolsonaro comprou votos para tentar eleger seu filho na liderança do partido.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247