Peso político do PMDB é inferior entre aliados

Segundo o Instituto de Análises, cada deputado do PT equivale a R$ 723 milhões; os do PMDB têm um peso político de apenas R$ 117 milhões; o partido de do vice-presidente da República, Michel Temer, e dos presidentes da Câmara e do Senado, Eduardo Cunha e Renan Calheiros, respectivamente, só é mais bem tratado do que o PRB, o PTB e o PDT

Segundo o Instituto de Análises, cada deputado do PT equivale a R$ 723 milhões; os do PMDB têm um peso político de apenas R$ 117 milhões; o partido de do vice-presidente da República, Michel Temer, e dos presidentes da Câmara e do Senado, Eduardo Cunha e Renan Calheiros, respectivamente, só é mais bem tratado do que o PRB, o PTB e o PDT
Segundo o Instituto de Análises, cada deputado do PT equivale a R$ 723 milhões; os do PMDB têm um peso político de apenas R$ 117 milhões; o partido de do vice-presidente da República, Michel Temer, e dos presidentes da Câmara e do Senado, Eduardo Cunha e Renan Calheiros, respectivamente, só é mais bem tratado do que o PRB, o PTB e o PDT (Foto: Roberta Namour)

247 – Em análise do cientista político Alberto Carlos Almeida, do Instituto de Análises, sobre os recursos discricionários administrados pelos partidos em relação à sua bancada na Câmara, o PMDB aparece em desvantagem.

Segundo o colunista Ilimar Franco, os números explicam a rebelião do PMDB. Cada deputado do PT equivale a R$ 723 milhões. Os do PMDB têm um peso político de apenas R$ 117 milhões. Cada um dos deputados do PCdoB vale R$ 700 milhões. Os do PSD, R$ 586 milhões. Os do PR, R$ 490 milhões e os do PP, R$ 200 milhões.

O PMDB, partido de do vice-presidente da República, Michel Temer, e dos presidentes da Câmara e do Senado, Eduardo Cunha, e Renan Calheiros, respectivamente, só é mais bem tratado do que o PRB, o PTB e o PDT.

Conheça a TV 247

Mais de Brasília

Ao vivo na TV 247 Youtube 247