PF faz operação contra grupo que pede prisão de ministros do Supremo

A PF deflagrou uma operação para investigar um grupo que pedia a intervenção militar e a prisão de ministros do STF

STF - Supremo Tribunal Federal
STF - Supremo Tribunal Federal (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Polícia Federal deflagrou, nesta sexta-feira (27), uma operação para investigar um grupo que pedia a intervenção militar e a prisão de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Um dos alvos é o ex-funcionário do Ministério dos Direitos Humanos Renan Silva Pena, demitido após divulgar vídeo com ofensas a autoridades.

A operação Estabilidade cumpre três mandados de busca e apreensão em Brasília (DF), em Taboão da Serra (SP) e em Uberlândia (MG).

De acordo com a PF, na internet, os alvos incitavam a "animosidade entre as Forças Armadas e as instituições civis". "Com o aprofundamento das análises, foi possível constatar a participação deles em diversos atos do tipo, inclusive com a arrecadação de fundos para financiar o movimento", disse.

O processo tramita na 15ª Vara Federal de Brasília. Os envolvidos são investigados por crimes previstos na Lei de Segurança Nacional.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247