PGR pede prisão de Geddel por 'bunker' com R$ 51 milhões

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal recomeçou a julgar o ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB) no caso dos R$ 51 milhões. O julgamento foi interrompido após as sustentações orais e será retomado na próxima sessão, no dia 1º de outubro

Geddel pode pegar até 80 anos de prisão por bunker de R$ 51 mi de propina
Geddel pode pegar até 80 anos de prisão por bunker de R$ 51 mi de propina (Foto: ABR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal recomeçou a julgar o ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB) no caso dos R$ 51 milhões. O julgamento foi interrompido após as sustentações orais e será retomado na próxima sessão, no dia 1º de outubro.

A reportagem do portal G1 destaca que "a PGR (Procuradoria-Geral da República) defendeu a condenação do ex-ministro e a manutenção de sua prisão. Ele está preso desde setembro de 2017 na penitenciária da Papuda, em Brasília. O caso em análise se refere ao suposto esquema de pagamentos de propina para concessão de empréstimos pelo FI-FGTS (Fundo de Investimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), administrado pela Caixa Econômica Federal."

A matéria ainda sublinha que "ainda são réus, pelos mesmos crimes, seu irmão, o deputado federal Lúcio Vieira Lima (MDB), e sua mãe, Marluce Vieira Lima. Os ex-assessor parlamentar Job Ribeiro Brandão e o empresário Luiz Fernando Machado da Costa também são acusados."

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email