PM leva criança para delegacia em ato contra o golpe

Policiais levaram o manifestante Chico Carneiro e seu filho de sete anos para a 5ª Delegacia de Polícia em Brasília, de onde foram liberados depois de duas horas; segundo a CUT, a PM informou que o militante foi negligente ao levar o filho à manifestação, que terminou em frente à sede da TV Globo nesta quinta-feira 24; ao questionar a ação, Yuri Soares, da CUT, também foi levado para o camburão

Policiais levaram o manifestante Chico Carneiro e seu filho de sete anos para a 5ª Delegacia de Polícia em Brasília, de onde foram liberados depois de duas horas; segundo a CUT, a PM informou que o militante foi negligente ao levar o filho à manifestação, que terminou em frente à sede da TV Globo nesta quinta-feira 24; ao questionar a ação, Yuri Soares, da CUT, também foi levado para o camburão
Policiais levaram o manifestante Chico Carneiro e seu filho de sete anos para a 5ª Delegacia de Polícia em Brasília, de onde foram liberados depois de duas horas; segundo a CUT, a PM informou que o militante foi negligente ao levar o filho à manifestação, que terminou em frente à sede da TV Globo nesta quinta-feira 24; ao questionar a ação, Yuri Soares, da CUT, também foi levado para o camburão (Foto: Gisele Federicce)

Brasília 247 - Durante um protesto pacífico organizado pela Frente Povo Sem Medo em Brasília foi alvo da intolerância e intransigência da Polícia Militar do Distrito Federal na quinta-feira 24. O ato começou por volta das 17h, em frente a um shopping da Asa Sul, na altura da 702, e seguiu para a sede da Globo em Brasília, pela via W3.

Segundo relatos dos participantes, integrantes de movimentos sociais, como a CUT e o MTST, os policiais coibiram com violência os manifestantes que protestavam contra o golpe e a manipulação da mídia. Dois militantes e uma criança foram levados de camburão para a 5ª Delegacia de Polícia e liberados depois de duas longas horas.

"Estávamos em frente à sede da golpista e fascista TV Globo, mantendo segura distância da linha de frente do ato da entrada da rede de televisão e da barreira policial. Eu estava justamente orientando as pessoas a não se aproximarem muito da entrada. No ato pacífico, o Uirá, filho do Chico Carneiro, cantava as palavras de ordem e também brincava com seus super heróis, enquanto seu pai o fotografava. Eis que a polícia simplesmente o tirou de seu pai e o levou para um camburão. No mesmo instante, o Chico foi questionar os policiais e levou voz de prisão. Motivo: estava levando o filho à manifestação (o que nunca foi crime!)", relata o secretário de Políticas Sociais da CUT Brasília, Yuri Soares.

De acordo com a PM, Chico Carneiro foi negligente ao levar o filho à manifestação. Ao questionar a ação, Yuri, da CUT, também foi levado com truculência para o camburão. Confira abaixo os vídeos postados no Facebook pelo dirigente da central sindical:

 

Veja o momento em que o dirigente da CUT Brasilia, Yuri Soares, é levado, com truculência, pela Polícia Militar, durante ato nesta quinta-feira (23). Motivo: defender a democracia e se contrapor à manipulação da Globo.

Publicado por CUT Brasília em Sexta, 25 de março de 2016
 

Ontem (24/03/2016) foi um dia triste para a história de Brasília e do Brasil. Num ato pacífico da Frente Povo sem Medo,...

Publicado por Yuri Soares em Sexta, 25 de março de 2016

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247