Por 18 a 7, CCJ do Senado aprova texto-base da reforma da Previdência

O relatório aprovado é do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE). A Comissão ainda vai avaliar os destaques do texto e, em seguida, a proposta será votada em Plenário, onde deverá alcançar 49 votos entre os 81 senadores, em dois turnos de votação

Senador Tasso Jereissati
Senador Tasso Jereissati (Foto: Pedro França/Agência Senado)

247 - A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou, na tarde desta quarta-feira (4), o relatório do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) sobre a reforma da Previdência, primeiro teste da matéria aprovada na Câmara dos Deputados após sua chegada ao Senado. O texto foi chancelado por 18 votos a favor contra sete desfavoráveis.

A Comissão ainda vai avaliar os destaques do texto e, em seguida, será votada em Plenário, onde deverá alcançar 49 votos entre os 81 senadores, em dois turnos de votação. 

A medida, que aumenta o tempo de contribuição e penaliza principalmente os mais pobres, é amplamente rejeitada pela população. Segundo pesquisa encomendada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) em abril deste ano, a única não ligada a setores interessados na aprovação da reforma, a rejeição está em 65% dos trabalhadores brasileiros.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247