PR na Câmara racha e vota com blocão

Deputado Anthony Garotinho (PR-RJ) tentou durante toda esta quarta-feira manter seu partido junto do governo, mas, segundo ele próprio admitiu, o racha foi inevitável; parte do partido apoiou votações que aprovaram a convocação de dez ministros do governo para dar explicações aos parlamentares sobre vários projetos do executivo

Deputado Anthony Garotinho (PR-RJ) tentou durante toda esta quarta-feira manter seu partido junto do governo, mas, segundo ele próprio admitiu, o racha foi inevitável; parte do partido apoiou votações que aprovaram a convocação de dez ministros do governo para dar explicações aos parlamentares sobre vários projetos do executivo
Deputado Anthony Garotinho (PR-RJ) tentou durante toda esta quarta-feira manter seu partido junto do governo, mas, segundo ele próprio admitiu, o racha foi inevitável; parte do partido apoiou votações que aprovaram a convocação de dez ministros do governo para dar explicações aos parlamentares sobre vários projetos do executivo (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Jornal do Brasil
A crise entre o governo e a base aliada na Câmara dos Deputados, além de impor mais uma derrota à presidente Dilma, também dividiu as bancadas dos partidos aliados. O deputado Anthony Garotinho (PR-RJ) tentou durante toda esta quarta-feira (12) manter seu partido junto do governo, mas, segundo ele próprio admitiu, o racha foi inevitável.

De noite, a presidente Dilma Rousseff chamou ao Palácio do Planalto o ministro dos Transportes, César Borges, para uma reunião. Indicado pelo PR, Borges encontrou-se com a presidente por volta das 20h, mas o teor da conversa não foi revelado por seus assessores. Durante o encontro, no entanto, certamente a crise com a Câmara entrou em pauta.

A assessoria do PR em Brasília não soube dar informações sobre quais deputados tinham ficado do lado do governo e quais haviam votado com o blocão. O PR atuou rachado nas votações que aprovaram a convocação de dez ministros do governo para dar explicações aos parlamentares sobre vários projetos do executivo. A instabilidade política na Câmara levou o governo a pedir a retirada de pauta do Marco Civil da Internet que poderia ser votado nesta quinta-feira (13).

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email