Presidência decreta sigilo e não libera testes de Bolsonaro para covid-19

A Presidência da República rejeitou o pedido de um veículo de imprensa para divulgar os testes da covid-19 de Bolsonaro e classificou is exames como 'sigilosos'

(Foto: Carolina Antunes - PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Depois de receber requerimento via Lei de Acesso à Informação (LAI), a Presidência da República classificou como "sigilosos" os testes que Jair Bolsonaro fez para detectar se tinha sido contaminado pela covid-19. 

A reportagem do portal Uol destaca que "no começo do mês passado, o presidente viajou para os Estados Unidos com sua comitiva. No grupo, ao menos 25 pessoas foram infectadas pelo coronavírus. Bolsonaro, por sua vez, nega que tenha sido infectado porém, se recusa a mostrar o resultado dos exames que teriam dado negativo."

A matéria ainda acrescenta que "em seu pedido, o Uol justificou que a informação de realização do exame é pública e foi divulgada pelo próprio presidente. A Secretaria Especial de Comunicação Social da Secretaria de Governo da Presidência da República (Secom) negou o pedido baseada na legislação que regula o acesso a informações pública (Lei 12.527/2011), conforme mostrou a reportagem do portal. "As informações individualizadas sobre o assunto dizem respeito à intimidade, vida privada, honra e imagem das pessoas", disse a Secom."

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247