Presidente do FNDE é demitido quatro meses após nomeação

Exoneração pegou de surpresa o próprio titular do cargo, Rodrigo Sérgio Dias, que disse que não havia sido avisado que deixaria o cargo e que ficou sabendo depois da publicação do ato, ocorrida em edição extra do Diário Oficial nesta terça-feira

(Foto: Facebook/Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Rodrigo Sérgio Dias, foi exonerado do cargo na noite desta terça-feira, 23, pelo Ministério da Educação. O nome dele foi uma indicação do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e tinha apoio de parlamentares do chamado centrão.

Essa é a segunda troca neste cargo no governo Jair Bolsonaro e pegou de surpresa o próprio titular do cargo, que disse à Folha de S. Paulo que não havia sido avisado que seria exonerado e que ficou sabendo depois da publicação do ato, ocorrida em edição extra do Diário Oficial nesta terça. 

Em nota, o MEC afirmou que "a escolha do nome se deu pelo perfil técnico". Na mesma edição foi nomeada para a presidência do FNDE Karine Silva dos Santos, concursada do próprio fundo e que estava à frente Diretoria de Ações Educacionais.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247